Estar viva hoje significa, de certo modo, estar sujeita a antigas e novas intempéries. As geleiras estão derretendo ao mesmo tempo que os sistemas que definiam a nossa cultura estão se desmanchando. Viver hoje é (aprender a) viver na instabilidade, com mudanças cada vez mais rápidas e frequentes.

 

Quando o caos parece se impor sobre nós, como podemos encontrar alguma estabilidade, alguma direção?

 

O lugar onde podemos buscar sentido e significado é dentro de nós, nas nossas histórias: as vividas e as sonhadas, as individuais e as coletivas. As histórias são sementes de mundos por vir. Por isso, a gente credita que é fundamental cuidar e contar nossas histórias. Esse percurso foi feito pra isso.

Te interessou? Quer entender melhor como funciona e pra que serve o percurso?

Só clicar no botão aí embaixo, escolher um dia e uma hora boa pra gente se encontrar e eu te conto tudo.

PERCURSO
INDIVIDUAL

contar histórias é semear mundos

 

PRA QUEM É

 
  • Pra quem se sente presa nas histórias que repete pra si mesma sobre sua identidade, seu trabalho, suas relações, sobre o que é possível pra si.

  • Pra quem quer escolher se relacionar de outras maneiras com aquelas histórias antigas que não servem mais.​ 

  • Pra quem quer revelar suas histórias preferidas.

  • Pra quem quer se sentir segura ao se comunicar em uma apresentação importante ou em uma conversa desafiadora.

  • Pra quem quer se posicionar como uma agente de mudanças a partir das suas histórias.

  • Pra quem tem uma ideia que deseja compartilhar com o mundo em forma de história.

  • Pra quem está em uma posição de liderança e está enfrentando dificuldades em comunicar quem é, suas intenções, sua experiência.

  • Pra quem tem um negócio ou um projeto e precisa contar às pessoas do que se trata.

PRA QUEM NÃO É

  • Pra quem está buscando uma formação em escrita criativa.

  • Pra quem busca novas técnicas e fórmulas pra acumular em seu currículo.

  • Pra quem quer manipular pessoas a mudar de ideia ou a tomar decisões.

  • Pra quem acredita que a maneira como as coisas estão neste mundo é aceitável e que estamos caminhando para um futuro com o qual acredita que pode conviver.

ESSE PERCURSO EXISTE PRA QUE VOCÊ POSSA:

  • fortalecer a sua habilidade de criar, cuidar e contar histórias;

  • (re)encantar-se com a sua história;

  • reafirmar a dignidade e a beleza;

  • expor e desafiar as crenças e ideias tomadas como (únicas) verdades;

  • enriquecer histórias e identidades preferidas;

  • desembrulhar a linguagem dominante que, frequentemente, não é a sua;

  • desconstruir as relações entre poder e privilégio;

  • reconectar-se ao comum, ao coletivo;

  • aprender não apenas com o passado, mas também o futuro.

O QUE AS
PESSOAS DIZEM

"Esse percurso foi para mim o maior presente do ano de 2020. Um ano difícil, para todos nós, um ano duro, mas que me trouxe essa experiência tão delicada, tão atenta e sutil. O que eu levo do percurso é a descoberta da potência do meu mundo interior, e da possibilidade de explorar esse universo interno através de recursos e ferramentas que eu não sabia que eu tinha. A Emilie, anfitriã cuidadosa, bordou as sessões com muito carinho, e trouxe lindas historias para embelezar o caminho."

Maíra Rahme

designer e facilitadora, interessada em qualquer coisa que transmita beleza, significado e verdade ao mundo. cuidadora de um lindo jardim e da Dona Chica.