HISTÓRIAS PARA ENCONTRAR O PASSADO, PERCEBER O PRESENTE E CRIAR O FUTURO

acompanhamos pessoas e organizações na re-autoria de suas narrativas 

O QUE FAZEMOS

As jornadas em práticas narrativas são um convite à liberdade. Nelas, somos convidadas a re-sonhar uma vida, um mundo e um futuro por meio da convivência com a arte milenar de contar e ouvir histórias e do fortalecimento de narrativas alternativas àquelas hegemônicas que tomamos como únicas e verdadeiras. Também somos convidadas a re-comunizar o mundo, permitindo que uma comunidade de cuidado caminhe ao nosso lado e nomeie o que nem sempre somos capazes de nomear.

 

Nessa abordagem, entendemos que os seres humanos são especialistas em criar e nomear histórias e podem escolher o modo como se relacionam com as narrativas que compõem sua realidade individual e coletiva. Vemos cada uma em sua relação com uma multiplicidade de desejos, dons, habilidades, intenções, conhecimentos, sonhos e princípios. Assim, valorizamos as jornadas humanas em sua singularidade e diversidade, pois cada uma carrega em si uma vida extraordinária.

 

A Sementeira acompanha pessoas e organizações no percurso entre se sentirem presas em narrativas dominantes e se tornarem capazes de revelar, escolher e sustentar

narrativas alternativas.

práticas

narrativas

histórias

coletivas

histórias

individuais

POR QUE E COMO FAZEMOS

Existimos pra construir um mundo onde todos se reconheçam livres e interdependentes. Por isso, a gente trabalha de maneira itinerante (presencial e on-line) e em diferentes terrenos:

PROJETOS

SOCIAIS

JORNADAS INDIVIDUAIS

JORNADAS PARA GRUPOS E ORGANIZAÇÕES

CURSOS E OFICINAS 

Quer experimentar as práticas narrativas?

Deixa seu e-mail aí do lado que a gente te manda a "Árvore da Vida". Uma ferramenta simples e bonita pra você começar a cuidar da sua história a partir dos seus tesouros, mais ou menos, escondidos.

QUEM FAZ

Sou Emilie Andrade

escutadora, escritora e contadora de  histórias

estudiosa e facilitadora de práticas narrativas

Criei a Sementeira em 2020 por uma urgência em expandir meu fazer de contadora de histórias. Há tempos ecoava em mim um chamado profundo: compartilhar o que aprendi (e continuo a aprender) vivendo perto das histórias.

Alio minha experiência de mais de dez anos na arte de contar histórias a uma sólida e contínua formação em práticas narrativas para continuar a serviço do re-encantamento do mundo e do fortalecimento de melhores futuros.

P

"Se um certo povo conta histórias que não funcionam mais, então, esse povo precisa sonhá-las de novo."

 

Thomas Berry

Quer conversar?

Vamos adorar receber notícias suas.

sementeira_icones_Asset 1_e9674b.png

criado por Emilie Andrade 2020 

brand design Odd Yellow