"Eu não conto histórias para que me escutem, eu conto histórias para que as pessoas escutem a si mesmas".

Emilie Andrade contando histórias no Irã

oi, eu sou a Emilie Andrade, contadora de histórias desde 2010, geminiana curiosa, mãe de três meninas e criadora da Sementeira, uma iniciativa social que oferece experiências artísticas e de aprendizagem on-line e off-line, no Brasil e além.

criamos experiências de aprendizagem que contribuem pra que as pessoas trabalhem com as as histórias não só como arte, mas também como prática de transformação, conexão e cuidado.

as nossas experiências artísticas são feitas pra quem quer viver (ou oferecer) encontros significativos com as histórias. criamos sessões de histórias, espetáculos, encontros e palestras divertidas e inspiradoras.

tudo que a gente faz quer reconectar pessoas às suas histórias preferidas sobre quem são, sobre quem querem ser e sobre o mundo que desejam viver. conhecer essas histórias permite que se abra espaço pras escolhas e, portanto, pra liberdade.

FUNDAMENTOS
do que somos e do que fazemos

PRESENÇA

nos preparamos continuamente pra sermos capazes de abraçar os imprevistos e reconhecer os seus presentes.

CONFIANÇA

em nós, no caminho que escolhemos e em todas as pessoas que temos a sorte de encontrar.

ENCANTAMENTO

pra gente o invisível, o mistério e a beleza são parte da realidade e, por isso, nos mantemos atentas a eles.

2_edited.png

MUTUALIDADE

a gente sabe da conexão entre tudo que é vivo, por isso, nossos projetos 

nascem da colaboração, da escuta e do cuidado mútuo.

4_edited.png
3_edited.png
1_edited.png

SEMENTEIRA POR AÍ